Tesla revela telhado solar ousado e nova versão de sua bateria para casas

29144559233011

A ultima sexta-feira (28), parece ter sido um grande dia para a Tesla. Deixando um pouco de ladoos lançamentos de foguetes espaciais e as revelações de carros elétricos que dirigem sozinhos pela cidade, Elon Musk foi a um evento da companhia, em Los Angeles, para voltar a falar da sua linha de equipamento para energia domiciliar. Os astros da vez? Uma nova versão do badalado Powerwall e o anúncio de uma linha de painéis solares mais bonitos e resistentes que os convencionais.

 

Custando US$ 5,5 mil (R$ 17,6 mil), a edição reformulada da bateria elétrica da marca apresentada boas melhorias em relação ao modelo original – anunciado em maio de 2015. O novo brinquedinho da Tesla Energy é capaz de armazenar 14 kWh de energia e oferecer 5 kW de corrente contínua para uso interno das casas, podendo chegar a picos de até 7 kW se for necessário. O projeto do Powerwall 2 também evoluiu, ganhando um inversor integrado, sistema de resfriamento líquido e um software dedicado ao gerenciamento de seus recursos.

 

Além de essa plataforma conseguir, de forma inteligente, distribuir a energia coletada por geradores e receptores solares, ela também dá a oportunidade para que o próprio usuário possa customizar a operação em casos específicos. Se o sol não apareceu muito nos últimos dias, por exemplo, é possível reduzir o consumo da bateria ou direcionar seu uso para dispositivo com menor demanda. Outra opção é liberar a carga total do produto para alimentar a casa em épocas em que a eletricidade está mais cara.

As primeiras instalações do equipamento estão agendadas para começar em janeiro de 2017 nos EUA e em fevereiro do mesmo ano em alguns países da Europa. Como o uso do aparelho é bastante amplo, sua tecnologia tende a melhorar com o tempo e sua expectativa de vida é consideravelmente alta – podendo durar dez anos trabalhando continuamente –, a ideia é que a grana exigida para ter um Powerwall 2 em casa seja encarada mais como um investimento à longo prazo do que um gasto propriamente dito.

Energia limpa ao alcance de todos

 

Na mesma conferência para a imprensa, Musk falou sobre a sua nova ideia para popularizar os painéis de energia solar: telhas solares de vidro texturizado. Se você era do tipo que resistia a colocar esses receptores no seu telhado porque eles eram feios ou chamativos demais, saiba que essa desculpinha está com os dias contados. Isso porque essa nova linha de painéis da Tesla age como uma cobertura comum para a sua casa e simula uma infinidade de materiais usados comumente para essa tarefa.

 

O projeto é uma colaboração da empresa com a SolarCity – uma fabricante tradicional desse tipo de produto que está na mira de Musk para uma futura aquisição – e, graças a uma técnica de impressão hidrográfica, consegue produzir peças com um visual único. Isso significa que o seu telhado não vai ser exatamente igual ao do seu vizinho, mesmo se ambos tiverem comprado o mesmo modelo desses “azulejos” tecnológicos. As opções de estilo, como é possível conferir na galeria abaixo, são: Toscana, Ardósia, Suave e Texturizado.

 

Além da aparência bacanuda, a ideia da Tesla é que, futuramente, outros recursos possam ser agregados às telhas, como um sistema de descongelamento ou aquecimento semelhante ao presente nos vidros de muitos dos carros nos EUA, permitindo que, durante períodos de neve, os painéis estejam sempre expostos para receber a luz solar. Adicionalmente, o material empregado no produto parece ser extremamente resistente a impactos, arranhões e condições diversas do clima – uma boa notícia para quem sofre com telhas quebradas.

O preço dessas belezinhas? Bem, até agora, não há um valor definido para a metragem do produto – nem a sua data de chegada ao mercado, para ser mais sincero. Mesmo não abrindo o jogo quanto a números, o CEO da empresa afirmou que a ideia é que o novo brinquedinho seja barato o suficiente para que quem já esteja pensando em trocar o telhado considere a telha solar como uma opção bastante viável.

 

Dominação mundial 2.0

 

Unindo todas as notícias recentes a respeito da Tesla, fica difícil não ver um plano de expansão e de mudança do ecossistema de energia se desdobrando diante dos nossos olhos. Musk parece estar 99% dedicado a fazer com que a eletricidade seja a forma de energia padrão para consumo nas cidades. Por que não 100%? Porque a vontade de explorar Marte é algo bastante real para o chefão da companhia.

O próprio executivo já admitiu que a Tesla que oferecer produtos nos três mercados que ele acredita serem os pilares das soluções de energia solar: geração, armazenamento e transporte. Desenvolvendo, fabricando e vendendo itens como painéis solares, baterias em tamanho família e automóveis movidos completamente a eletricidade, é de se imaginar que a estratégia de Musk esteja bem adianta, não é mesmo?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s