Estes adolescentes humilharam o empresário que inflacionou preço do medicamento

maxresdefault

Um grupo de adolescentes criou, na escola, uma versão de dois dólares do medicamento que Martin Shkreli inflacionou em 5000 por cento, passando dos 13,50 para os 750 dólares.

Foi no ano passado que Martin Shkreli, já então dono de uma valiosa fortuna, se tornou conhecido a nível mundial por comprar os direitos do Daraprim e inflacionar o preço deste fármaco, de um dia para o outro, em 5000 por cento.

Um comprimido de Daraprim, fundamental na luta contra a malária e a toxoplasmose, passou de 13,50 dólares para os 750 dólares.

Só que agora, graças a um grupo de estudantes com 16 e 17 anos, o mundo ficou a saber que o mesmo comprimido pode custar apenas… dois dólares (1,87 euros).

Os alunos da Sydney Grammar School, na Austrália, criaram a mesma substância ativa (a pirimetamina) em laboratório e humilharam Martin Shkreli.

Os adolescentes não só fizeram o medicamento de 750 dólares por apenas dois dólares como ainda se gabaram de que “não foi difícil”.

Martin Shkreli ‘passou o dia’ a tentar desvalorizar o feito no Twitter, lembrando que “o processo de fabrico do medicamento, em média, demora cinco anos e custa cinco milhões”, mas não teve mãos a medir.

“Ainda lhes falta 4.999.980 dólares”, insistiu o empresário, mas sem sucesso. Já de noite, Martin Shkreli deixou um tweet bem frustrado: “Nunca, mas nunca queiram comparar a vossa p*** com a minha. Mais valor, melhor pureza, maior escala. Eu domino o jogo da sintetização”.

Em resumo: um comprimido que Martin Shkreli tentou vender por 750 dólares (e que admitiu, como pode ver no vídeo abaixo, que teria inflacionado ainda mais se pudesse) pode ser feito com apenas dois dólares.

“É verdade que há outros fatores, como a percentagem investida em investigação e desenvolvimento, mas parece-me que ele levou isto a peito. Se eu fosse humilhado por alunos do secundário também me ia sentir mal”, gozou Leonard Milan, um dos adolescentes que recriou a pirimetamina, numa entrevista para o conceituado The Guardian.

Vídeo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s